Como levar seu vídeo de escola além – Brainstorm Tutoriais – Edição de Vídeo com Sony Vegas, Adobe Premiere e muito mais

Quem nunca fez aquele clipezinho no Movie Maker da paródia que compôs com os amigos pro trabalho de geografia não é um editor de respeito, não é mesmo? Mas, falando sério, a maioria da galera tem as primeiras experiências de produção e edição de vídeos nessas paradas de escola.

O que acontece também, é que a gente não costuma levar esses trabalhos muito a sério, quando, na real, podem ser uma baita oportunidade de ir adiante com a edição.

Nesse texto, falamos um pouco sobre como você pode agir com visão e levar seus vídeos de escola pra outro nível, fazendo eles valerem muito mais que uma nota massa no boletim no fim do bimestre.

Edite como um artista

A primeira coisa e mais óbvia desse lance de levar a sério as edições amadoras de trabalho de escola, é justamente essa: levar a sério o rolê, fazer como se fosse algo profissional.

A gente pode encarar esses trabalhos como oportunidades com parte do caminho já resolvido: tema, roteiro e tal, costumam vir meio que delimitados, assim como alguns trabalhos encomendados para editores profissionais.

Então porque não levar esses trabalhos como propostas profissionais? Até mesmo porque, se a gente quer trabalhar com isso, lidar com propostas, é uma habilidade muito importante de desenvolver e treinar. Aproveite esses momentos e leve os trabalhos não só como aluno, mas como artista acima de tudo.

Apresente mais de uma vez

Por que parar na apresentação determinada pelo professor? Se você encarar as coisas como falamos no tópico anterior, não vai fazer mais sentido apresentar seu trabalho em sala de aula e morrer ali. Um trampo bem feito, que tem a sua cara de alguma forma, precisa ser divulgado, precisa se expressar.

Na sua escola

Aí é claro que fica a pergunta: como fazer isso? Você pode começar explorando as possibilidades da sua escola mesmo: feiras de exposições, encontros culturais, leve seus trabalhos para esse eventos.

Sua escola não tem esse tipo de evento, ou ainda, não valoriza a arte? Que tal ser você quem começa a mudar isso um pouquinho? Já pensou em organizar um evento de amostras artísticas com seus amigos? Já entra uma outra experiência aí, em gestão de eventos, divulgação e várias outras coisas super importantes para trabalhar nesse meio. Vale a pena o desafio.

Mateus Ferreira

Mateus Ferreira tem 20 anos, é de Londrina-PR e atualmente cursa Comunicação Social - Publicidade e Propaganda. Sempre foi apaixonado por internet, edição de vídeos e programação, criou o Brainstorm Tutoriais em Janeiro/2011 com o intuito de compartilhar seu conhecimento.

Ver todas as postagens

Siga nossas Redes Sociais