Eu tenho certeza que assim como eu, você já ouviu pelo menos uma vez na vida que trabalhar com audiovisual não daria futuro.

Recentemente eu trouxe aqui pro canal um vídeo em que eu mencionava a falta de valorização das pessoas em relação as profissões audiovisuais, e principalmente as relacionadas a internet.

E muitos de vocês compartilharam suas histórias, o que me chamou bastante atenção. Entre esses comentários estava o do canal Nosebleed de Groselha que diz que tem 16 anos e está num colégio que não dá atenção aos alunos que querem ir pra área artística. Dizendo até que eles irão fracassar.

Mas por quê em pleno 2017, quase 2018 as pessoas ainda não enxergam o que está diante dos olhos delas?

Quando tanto eu como o Bruno saímos do colégio, nós passamos por situações parecidas. Diziam que estávamos desperdiçando nosso potencial, que deveríamos ir para cursos e instituições com maior prestígio e peso. Mas claramente não foi isso que fizemos, porque não era nisso que acreditávamos.

E não ter seguido os conselhos que nos deram, talvez, tenha sido a melhor coisa que poderíamos ter feito na época.

Aprenda Edição de Vídeo Profissional: https://goo.gl/pH7mR4

Há no Brasil ainda, um estigma muito grande sobre trabalhar com arte, com vídeo e tudo que envolva criatividade. O princípio desse preconceito é sempre o mesmo: Essa área não dá dinheiro, essa área não dá futuro. Acredito eu que muito desse senso comum seja originário lá da época do cinema, da chegada da TV. Onde claramente era muito mais difícil fazer qualquer coisa sem estar relacionada a um grande estúdio e emissora.

Mas os tempos mudaram. E como mudaram.

Hoje temos YouTube, Netflix, Amazon Prime Vídeo, Facebook, Vimeo, filmes sendo rodados no quintal de uma casa com uma câmera fotográfica.

Produção audiovisual está em todos os lugares, o tempo todo! Na TV, no cinema, no facebook, na tela dos nossos celulares. E a tendência é que isso aumente cada vez mais!

Pra vocês terem uma ideia, o mercado audiovisual brasileiro cresceu 153% entre 2008 e 2014. E pra pessoas que dizem que audiovisual não dá dinheiro, a remuneração média dessa área é 64% maior que a média total da economia.

E audiovisual é uma tendência tão grande que foi um dos cursos mais concorridas da USP no vestibular desse ano, superando áreas como Psicologia, Arquitetura e Medicina Veterinária.

Então será mesmo que audiovisual não dá futuro ou existem tantas pessoas vivendo em uma realidade paralela?

Mas se você chegou até esse vídeo, você talvez tenha uma dificuldade em como fazer as pessoas enxergarem o real valor dessa área, sejam elas familiares, amigos ou até mesmo os próprios clientes que você já tem.

E aqui eu vou te dar 5 dicas que me ajudaram muito a ficar firme no audiovisual durante todos esses anos.

1 – Mostre resultados: Apresente para as pessoas as coisas que você têm feito, o seu progresso e o sucesso de outras pessoas na sua área. Mostre que é possível e que você está no caminho certo.

2 – Encontre motivação: Encontre pessoas que possam te motivar. Podem ser pessoas que já estão no meio audiovisual que podem te motivar, como pessoas que estão começando e podem compartilhar o sentimento de crescimento. Motivação podem vir de pessoas, de projetos. Encontre algo que te motive na área e aproveite ele ao máximo.

3 – Saiba o valor do seu trabalho: O valor do seu trabalho envolve o tempo que você estudou, a sua dedicação, a sua filosofia de trabalho, o tempo que você precisa abster pra se dedicar ao trabalho. Hoje em dia, o tempo é uma moeda muito mais valiosa que o dinheiro propriamente, então tenha consciência do valor do seu trabalho e saberá o quanto isso influenciará no preço do seu trabalho.

4. Deixe de lado propostas que não agreguem pra você: Não aceite propostas que não agreguem pra você, seja monetariamente, seja profissionalmente.

5. Tenha confiança no seu trabalho: Saiba sempre que o projeto que está entregando é o melhor que você pode fazer naquele momento, acredite nas suas ideias. Se nem você confiar, quem vai confiar?

Mateus Ferreira

Mateus Ferreira tem 18 anos, é de Londrina-PR e atualmente cursa Comunicação Social - Publicidade e Propaganda. Sempre foi apaixonado por internet, edição de vídeos e programação, criou o Brainstorm Tutoriais em Janeiro/2011 com o intuito de compartilhar seu conhecimento.

Ver todas as postagens

Anúncio

Siga nossas Redes Sociais